O Rei Laudamuco SeÑor de Ningures
de Roberto Vidal Bolaño

Nesta peça o autor recuperou elementos para-teatrais populares na tradição de Castelao e Otero Pedrayo para representar uma sátira verrinosa sobre o poder em queda. Em palco estão o Rei, o Servo e sua mulher. O Rei sente-se abandonado por todos os seus súbditos, os quais o atiraram para uma vida deplorável, vivendo rodeado de imundice, de uma verdadeira esterqueira… Vê-se abandonado pelo povo, sendo alvo de perseguições e correndo risco de vida.
HOME
HISTÓRIA
REPERTÓRIO
MOSTRA
SÓCIOS
CONDIÇÕES TÉCNICAS
   
   
 


Personagens & Intérpretes


Rei Laudamuco - Diogo Tomáz
Roco - André Alguem
Mínia - Ana Filipa Pereira

Encenação Helena Bandos
Cenografia Carlos Sousa
Música Mauro Moura
Desenho de Luz Artur Marques
Operadores de Luz Artur Marques e Rui Esteves
Caracterização Jorge Bragada e José Moreira
Contra - Regra Rosa Durão e Sara Cristóvão
Costureira Manuela Coelho
Design José Moreira
Bookmark and Share